sábado, 19 de fevereiro de 2011

Poeta


Poeta, lindo poeta
Que descreves o amor com tamanha ternura
Que envolve meus labios em gostosa tortura
Pudera em teus braços acalmar tamanha fissura



Poeta, belo poeta,
Que alegra meus dias e encanta minhas noites,
Que excita meio seio com palavras tão doces
Que faz-me lembrar que não estás assim tão longe...




Poeta, querido poeta
Roubaste minh'alma de forma tão certa
Bonitas palavras que meu encanto desperta
Certeza de que ti já estou à espera



Vem, não tarda doce poeta!



Anna carvalho





0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t