domingo, 20 de fevereiro de 2011

Teu Sol no meu jardim


Quando noto-lhe em meu jardim
Distante a pensar
Vagando por meus caminhos
Onde o que faltava pareces encontrar

De todas as outras rosas
teus olhos partem ao meu encontro
no canto que pensas que me escondo
me ponho quieta a observar

A maneira que me colhes
e acarinha minhas pétalas,
Serenidade em meu peito desperta
Sinto em vida novo desabrochar

Como se fosse chuva que minha terra pedia
hoje já não sou mais rosa tristonha
Abro-me ao teu Sol que me alimenta
Entregando-lhe meus dias em flor...


Anna Carvalho








0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t