segunda-feira, 14 de março de 2011

Um mar sem volta





Navegarei no mar de teus sonhos
enfrentarei a tormenta de teus olhos
em meu barco levo a saudade
no meu corpo a louca vontade
de atracar no porto, em teu coração


Num mar de vida,
de lágrimas vertidas em saudades infindas
Sou marinheira de viagem única
de peito aberto e velas contra o vento
em busca do porto-abrigo


Mar bravio de desencontros
Te vejo meu norte,
meu rumo de peito e velas
No barquinho sozinho, que o mar navega
parte prá ti numa entrega 
O coração marujo do amor.




Anna Carvalho






Para ti Zé...com Amor, Anna.




0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t