terça-feira, 22 de março de 2011

Templo de amor





Amarei tua vida dentro da minha
Na união de dois seres em LUZ,
No amor, que sem limites, faz-nos um

Seremos palavras em silêncio
Quando nossos corpos amantes se fundem,
E que mares de desejos nos banhe a alma...

Haja flores nos lençóis, jardim de nosso prazer
Regadas do suor de nossos corpos famintos,
Sejam tatos, línguas, cheiros e instintos...

Façamos o amor em atos,Vivamos o amor em fatos
Sejamos luz em nosso quarto,
Do amor, o nosso templo imaginário!


Anna Carvalho







0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t