quinta-feira, 21 de abril de 2011

Cá dentro de mim...





Há uma saudade dentro do peito
uma lágrima na alma,
é o amor que mesmo distante me acalma

Há um desejo na pele do corpo,
que cresce com as noites de lua,
me fazendo esperar o amor sempre nua

Há um silêncio além dos olhos,
uma paz que não vem de mim
é a fé no porvir que transparece olhares

Há um grande motivo para sorrir;
a vida que me corre nas veias
e tudo que sou sem sair de mim!                                                                                                             

Anna Carvalho


1 comentários:

José Manuel Brazão disse...

Meu amor

Um poema lindíssimo poema onde destaco logo a primeira estrofe:
"Há uma saudade dentro do peito
uma lágrima na alma,
é o amor que mesmo distante me acalma"

Beijo grande

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t