sexta-feira, 1 de abril de 2011

Meus olhos confessam!






O que meus lábios não dizem,
Meus olhos confessam

Quando sussurras palavras de amor,
O desejo em meu corpo é evidente
E em ti escorre a libido latente

Das palavras que excitam o meu seio,
A boca transborda em gemido alucinado
Em teu corpo, labirinto do pecado
As unhas marcam a pele com vontade

Ah, quanta vaidade de palavras!
A boca que deseja dizer tudo,
acaba por não dizer nada
Já os olhos falam tanto, 
que lhe faltam as palavras...


Anna Carvalho




0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t