terça-feira, 26 de abril de 2011

Palavras




Quão dura é a palavra impensada,
ainda mais amarga quando vem de quem amamos.
Das coisas na vida que não podem voltar atrás,
a palavra dita é uma delas.

Como admiro aqueles que sabem -e usam-
belas palavras vindas do coração.
Para agraciar o ouvir de uma mulher,
e assim conquistar respeito e admiração...

De que valeria ser poeta e não plantar flores?
Valeria viver a vida plantando rancores e desamores?
Prefiro ser poeta-mulher com sentimento nas mãos,
fazer ler de mim aquele que aprecia a voz do coração...

A palavra pode acarrancar lágrimas e suspiros,
lágrimas de alegria ou melancolia,
suspiros de amor ou dor...
Nela há o poder se matar ou reviver um coração!

Vale usar o silêncio quando não se sabe o que dizer,
é melhor ser homem mudo à ferir o coração duma mulher...
Das coisas da vida que não voltam atrás;
a palavra impensada é uma delas!

Anna Carvalho


*Prefiro viver o que digo, à viver por viver*



0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t