quarta-feira, 13 de abril de 2011

Sedenta




Dai-me de beber,
Tenho sede de ti...
Meu corpo queima,
minha boca te chama
vem, derrama!

Tens-me de joelhos
rendida, humilhada,
Tua, nua, sequiosa...
mata-me a sede,
bebo de ti, só de ti!

Flui em meu corpo
lava-me o rosto,
sedenta por tuas águas...
vem, desagua com calma,
sacia-me a boca e a alma!


Anna Carvalho


1 comentários:

*Simone Poesias* disse...

Oi Anna, lindo seu poema! Parabéns!!

Bjinhos

*Simone*

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t