quinta-feira, 21 de abril de 2011

Teus, meus olhos



No amor de teus olhos 
colhi a semente do encanto 
Plantei-a no fundo do meu ser 

Eu, distante desses olhos 
resido em teu pensamento 
cativo tua pele 
agrado tua boca 

Na luz de teus olhos 
a saudade me alucina 
Na distância cruel, minha sina 

No silêncio do teu amor, 
Na pureza de tua alma 
no valor de tuas palavras 
o encontro de nossas almas 


Anna Carvalho

0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t