terça-feira, 24 de maio de 2011



Já não sei falar de amor,
o mel das palavras se esgotou...
Perdi o jeito, a forma, a graça,
Não sei falar de amor apenas...

Do amor preciso sentir as letras,
nas linhas tem que haver as reticências,
Não porei ponto final,  nos sonhos algemas,
P'ra falar de amor preciso sentir a essência...

Desse sentir quero a conseqüência,
poetar o amor é rimar sentidos em poema,
E se forem vagas palavras, vele usar reticência
Na vida e na poesia o amor continua sua sentença...

0 comentários:

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t