sexta-feira, 24 de junho de 2011

O espelho mente


Ninguém conhece ninguém,
Talvez ninguém conheça a si próprio;
seres errantes, ainda que pensantes.
Vacilantes, magoantes...

Não se conhece o outro por inteiro,
acreditar que se pode prever atitudes;
é um erro.

Loucura é confiar no que se vê ao espelho;
casca enfeitada que encobre tantos segredos...
Tenho medo!

Medo da parte de mim que ainda desconheço,
não sei quanto ela suporta calar os meus erros...
 Às vezes nada conheço!

Anna Carvalho


7 comentários:

*Simone Poesias* disse...

Belo poema Anna, o espelho mente mesmo. Nem sempre a imagem refletida é representante de nossa alma.
Parabéns!

Um beijo
*Simone*

José Manuel Brazão disse...

O espelho da Alma são os nossos olhos!

Os outros com os olhos fixando os nossos então aí encontrarão quem somos; nós próprios como dizem não nos conhecemos por inteiro!

Beijo do ZÉ

Artes e escritas disse...

Eu não sei se ainda existe a casa dos espelhos nos parques de diversão, mas se existirem, vale a pena pagar o ingresso. Um abraço, Yayá.

Anna Carvalho disse...

Amiga Yayá,
realmente não sei se ainda existe..mas valeu a idéia, é um bom passeio..rss
Beijos,
Anna.

:c

TERCEIRA MARGEM DO RIO UIGE disse...

Não somos, muitas vezes, o que pensamos ser, mas podemos ser muito mais do que somos, depende do modo como pensamos..............MAIS UM BELO MOMENTO POÉTICO. BEIJOS

Luly disse...

Olá, Anna!
Obrigada pela visita, aqui estou a retribuir... vou dar uma olhada por aí, mas à primeira vista achei muito interessante teu espaço. Está mesmo lindo!
Beijos.

Rodrigo Passos disse...

embolado em sua sensibilidade!

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t